All Posts By

Luana Furtado

Playlist

Pra escutar no radinho: Esperanza Spalding

 

Conheci (e me apaixonei) pela voz de Esperanza Spalding quando ouvi a sua versão jazzista da música Ponta de Areia, do Milton Nascimento. De cara já dava para perceber pelo sotaque que ela era americana, e foi a partir daí que eu comecei a pesquisar mais sobre as suas músicas próprias e me apaixonei ainda mais! Esperanza e Milton já cantaram juntos no Rock in Rio de 2011. Para ver essa mistura cheia de bossa clica aqui.

Se você curte jazz, lá vai o nosso TOP 5 Esperanza Spalding para tocar no radinho e dar muito replay:

1 – Ponta de Areia (nem preciso dizer que foi amor à primeira vista, né?)

2 – I Know You Know

3 – Judas

4 – Black Gold

5 – I Can’t Help It

 

Agora dá o play e vem se apaixonar por essa deusa também!

Curiosidade: Durante a pesquisa para esse post, descobri inclusive que ela é a cantora preferida de Barack Obama. Olha que lacre!

Playlist

Trip Transformadores

Essa semana assisti um vídeo no Facebook compartilhado por Leandra Leal (diva!) e que me fez pensar sobre diversas questões relacionadas ao racismo. O vídeo é um depoimento da atriz Taís Araujo (outra diva!) que logo de cara fala sobre a dificuldade de ocupar um espaço onde a maioria são de pessoas brancas e os olhares julgadores que ela recebe ao fazer parte do mesmo ambiente majoritamente branco. A atriz se emociona ao falar da baixo auto estima que algumas pessoas carregam por se sentir tão inferior.

Doe 5 minutinhos do seu tempo para assistir esse vídeo e fazer suas reflexões também.

Esse vídeo me fez lembrar um dos versos que eu mais gosto do Criolo: “uns preferem morrer ao ver um preto vencer.” Taís Araújo é uma atriz super bem sucedida e isso incomoda muito um grupo de preconceituosos que não aceitam o seu lugar na sociedade.

Também me fez pensar na educação que recebemos, na educação que vamos dar aos nossos filhos que também vão sofrer com o preconceito enraizado e na educação que os nossos netos vão receber (e eu sinceramente espero que esse problema estrutural não esteja presente nas próximas gerações).

 

“Nenhum negro nesse país respira tranquilamente, a nossa vida é um sobressalto”