Cultura Negra

Superafro: o poder da mulher negra

tumblr_o3p3mhnIRN1v8qzlgo1_1280

Faça um teste: abra uma revista de moda e conte quantas modelos negras você irá encontrar. Certamente esse número será muito menor em relação a quantidade de modelos brancas. Mesmo sendo uma revista nacional e mesmo o Brasil sendo um país com uma grande diversidade racial. O modelo de beleza representado no Brasil é inspirado no mercado europeu e norte-americano.

tumblr-o2yb1xdku21v8qzlgo1-1280

Pensando nessa (falta de) representatividade, o fotógrafo Weudson Ribeiro, 24 anos, vem documentando a beleza afro-brasileira através do ensaio “Superafro: O poder da mulher negra.” Essa é uma forma de representação da beleza negra frente ao padrão de beleza caucasiana imposto pela mídia.

Ribeiro é negro, gay e também já sentiu o preconceito na própria pele. E decidiu representar o empoderamento feminino através da fotografia. Nos últimos dois anos, o fotógrafo brasiliense já passou por Brasília, Goiás, Rio de Janeiro e São Paulo e seu projeto ainda continua em expansão. “Elas me diziam que não se sentiam livres numa sociedade onde elas não conseguiam se adequar ao padrão de beleza. Aceitar o cabelo foi o primeiro passo de empoderamento delas. Assumir a negritude é um ato político”, diz.

tumblro2v8x8al1g1v8qzlgo11280jpg-1459094549

“Os negros aqui (no Brasil) encaram os mesmos problemas enfrentados nos EUA: brutalidade policial, pigmentocracia, índices mais altos de pobreza, marginalização social e escárnio”, diz Weudson. “Mas as mulheres afro-brasileiras vêm ganhando voz política. As mídias sociais ajudam a dar às minorias uma plataforma para denunciar o preconceito e para articular e reforçar a resistência.”

slide_483468_6632324_free

Para conhecer mais sobre o trabalho de Weudson Ribeiro, clique aqui.

You Might Also Like

No Comments

Leave a Reply